Como planejar a sacada do seu apartamento

Diversos projetos de diferentes tipos e tamanhos de apartamento têm incluído na planta um espaço para a sacada. A varanda funciona como se fosse uma extensão da sala de estar, sendo um ambiente que também tem a mesma funcionalidade de ser uma área social, a diferença é que é ao ar livre.

A divisão entre a sacada e a sala de estar pode ser feitas das mais diversas formas, sendo muito aconselhável fazê-lo do modo menos óbvio, em que haja uma separação que crie a sensação de que o ambiente é maior do que ele realmente é. Uma boa opção é utilizar vidros transparentes incolores, que permitem que a vista também possa ser apreciada por quem está do lado de dentro e não possui nenhum estrutura muito aparente.

O acabamento da sacada do seu apartamento precisa ser feito com muita atenção. Não se esqueça de considerar a exposição da sala de estar ao ar que vem da área externa e de dar atenção à questão da funcionalidade da integração com o ambiente interno. Sendo assim, o material escolhido para o planejamento deve ser algo resistente a fatores como sol, chuva, umidade e vento.

É essencial ressaltar a importância de que o material escolhido tenha uma boa qualidade, possua grande durabilidade e que, além disso, também seja de fácil manuseio. Todos esses detalhes permitem uma maior praticidade no seu dia-a-dia, evitando trabalho na hora de manter o seu apartamento bem cuidado. É recomendado evitar a utilização de madeiras sem tratamento para água e de pisos escorregadios.

sacada-planejada-9Geralmente, as sacadas são utilizadas para a realização de um churrasco, tanto que é lá onde costuma ficar a churrasqueira. Se esse for o seu caso, lembre-se de que a fumaças de um churrasco deixa os móveis, o piso e as paredes todas engorduradas. Isso dito, não se esqueça de escolher materiais que possibilitam mais praticidade na hora da limpeza e que sejam resistentes.

Na maioria dos casos, o teto das sacadas dos apartamentos já vem com um ou mais pontos de iluminação embutidos. Aproveite os pontos previamente localizados para pensar em algum tipo de complementação na iluminação. É possível ter mais pontos focais instalados ou embutidos em gesso, seja para iluminar o espaço, tornando-o sensorialmente maior, ou até mesmo para destacar algum detalhe da decoração, como um vaso de plantas. A luz quente e amarela é uma dica para tornar o ambiente mais aconchegante.

Leave a Reply